Excesso de transpiração pode significar distúrbio

A transpiração excessiva pode ser sintoma de um distúrbio no organismo. Recebe o nome médico de Hiperidrose. Esse quadro é desencadeado ou agravado por fatores emocionais. As glândulas sudoríparas do paciente acometido pelo problema são normais, mas recebem estimulação cerebral vinculada ao estado emocional da pessoa.

Quem sofre de sudorese excessiva tem esse quadro agravado em momentos de estresse. Situações como a necessidade de uma apresentação em público, a proximidade ou realização de uma prova, ou mesmo a presença em meio a pessoas desconhecidas pode desencadear o suor.

Nos estudos científicos, admite-se que os impulsos oriundos do córtex liberam quantidade excessiva de um mediador que aumenta a transpiração, a Acetilcolina. Por isso a sudorese excessiva. Nesses casos, as regiões que mais transpiram são axilas, mãos, pés e couro cabeludo. Esse problema pode ser amenizado através de uma substância que já é bastante conhecida para o tratamento de rugas de expressão, e que tem igual sucesso para a sudorese: a aplicação de toxina botulínica (botox). Enquanto nas rugas a toxina botulínica atua sobre a musculatura facial, na Hiperidrose ela bloqueia a Acetilcolina, impedindo o estímulo às glândulas sudoríparas.

Embora muito eficaz, essa técnica é provisória. O efeito da toxina botulínica nas axilas inibe a acetilcolina por até seis meses. Depois desse prazo, o paciente terá que repetir a aplicação para manter a eficácia do método. Tratamento definitivo para esse problema só através de intervenção cirúrgica. Essa operação chama-se Simpatectomia e é pouco invasiva, podendo ser feita por endoscopia.

Estudos apontam resultados satisfatórios para 98% dos pacientes que se submeteram a essa técnica. Há pacientes que até mesmo durante a consulta começam a transpirar até encharcar a roupa. É um problema extremamente desagradável que faz a pessoa sofrer e se constranger.

Tanto a solução provisória quanto a definitiva são consideradas seguras e eficientes, sendo que a técnica cirúrgica é aplicada não só para o tratamento da sudorese das axilas, mas também das mãos.

Fonte: Finíssimo

Dr. Ricardo Fenelon
Dermatologista
Presidente da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia – Regional Centro-Oeste
CRM 4901

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.