Pintas e manchas na pele podem precisar de acompanhamento médico

Os nevos melanocíticos, popularmente conhecidos como pintas, precisam ser olhados com cuidado. Muitos desses sinais demandam acompanhamento médico. A presença de novos é comum e a maior parte deles surge na infância e na adolescência. O aparecimento está ligado a fatores genéticos e também a exposição ao sol.

Fique atento a alguns, ou vários, desses sinais, conhecidos como ABCDE:

  • A: assimetria. Pintas comuns costumam ter as duas metades parecidas.
  • B: bordas. As bordas irregulares, pontiagudas são indicativo para avaliação.
  • C: cores. A presença de duas ou três cores na pinta também precisa ser avaliada.
  • D: diâmetro. Pintas com mais de meio centímetro de diâmetro demandam atenção.
  • E: evolução. As que crescem muito rápido merecem cuidado.

As pintas mais salientes, apesar de incomodar a muitos pelo aspecto visual, não costumam ser maléficas. Sinais e manchas que coçam e sangram também precisam de cuidados médicos. Sempre preste atenção em sua pele, faça o autoexame com auxílio de espelhos. Na dúvida, procure um especialista. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.