CORONAVÍRUS: atenção às dermatocompulsões

Dermatocompulsão: roer unhas pode surgir com a pandemia do coronavírus

Diante dessa pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19), precisamos falar sobre as dermatocompulsões. Elas têm muito a ver com o momento que estamos vivendo, de muita angústia, ansiedade e por que não dizer medo?

Nome estranho? Explicamos. As dermatocompulsões se caracterizam por você interferir de uma maneira compulsiva com a sua pele.

E, ao fazer isso, vão surgindo lesões como a tricotilomania, em que você fica arrancando o cabelo e deixando essas áreas sem esses pelos.

Outro exemplo que temos de dermatocompulsões são a onicofagia (hábito de roer unhas e de arrancar cutículas), que pode causar inflamações e infecções.

A quirofagia (hábito de morder os lábios e arrancar peles) é um problema desse tipo e que também podem levar à inflamação.

Além disso, temos os banhos excessivamente quentes várias vezes ao dia acabam gerando uma pele ressecada e levam à coceira, e a acne escoriada, problema mais comum em mulheres.

Nesse caso da acne, não há nenhuma problema com a pele e surge aquele vício de ficar cutucando. Fazer isso também deixa manchas e cicatrizes.

Para falar e explicar um pouco o problema, gravei um vídeo para vocês e abordei esses e outros sintomas. Fique atento aos seus hábitos e cuide sempre da saúde da sua pele.

E lembre-se sempre: se você tiver algum sintoma desses, procure um dermatologista da sua confiança para te orientar sobre a melhor maneira de cuidar desses problemas.

Assista e compartilhe:

2 comentários

  1. OBRIGADA, DR FENELON, OS SEUS VIDEOS SÃO SUPER IMPORTANTES, ESCLARECEDORES.
    PARABENS, DR. RICARDO FENELON, O MELHOR!
    ABS
    FATIMA

    1. Obrigado pelas palavras, Fátima! Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *