Cabelos brancos: não há como detê-los

O aparecimento dos cabelos brancos chama-se Canície e não há como evitá-lo. Em algum momento da vida, eles irão surgir. Caracteriza-se pela descoloração, ou perda do pigmento dos cabelos, e pode ser classificada em senil e prematura. Em qualquer idade, sua manifestação tem causa predominantemente genética. É hereditária. Mas a despigmentação, sobretudo se for precoce, pode ser causada também por razões emocionais. Ou ainda por determinadas doenças, como o vitiligo (que leva à despigmentação de áreas da pele), ou malária, em decorrência do uso da substância cloroquina, presente nos medicamentos para essa enfermidade.

A época do aparecimento da canície varia individualmente. Normalmente, os fios brancos surgem próximo aos 40 anos. Mas há casos de relato de aparecimento de cabelos brancos já nos primeiro anos da juventude, como herança familiar. Na raça negra, os cabelos começam a ficar brancos após os 50 anos. Ainda não há comprovação científica de que o estresse acelere o aparecimento de cabelos brancos, mas é uma teoria aceita. Há registros, na literatura médica, de pacientes que ficaram totalmente grisalhos, num curto período de tempo, por estresse intenso. Há profissionais que consideram, ainda, que fatores nutricionais também podem interferir na despigmentação capilar.

A canície é um processo irreversível e não existem formas de prevenção. Não é considerada uma doença. A cor do fios torna-se cinzento-branca, com várias nuances, até a matiz branca. Não há tratamento médico, exceto a tintura dos cabelos. Esta pode ser feita usualmente, sem afetar o problema. Do ponto de vista dermatológico, não há contra-indicações à tintura, a menos que o paciente desenvolva uma reação alérgica aos produtos.

Dr. Ricardo Fenelon
Dermatologista
Presidente da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia – Regional Centro-Oeste
CRM 4901

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *